Depilação: Luz Pulsada vs. Laser

28.11.17

Olá Awesome's!
Não sei se se recordam, mas falei-vos aqui e aqui de depilação; e deixei no ar a ideia de partilhar convosco a minha experiência sobre os dois métodos ditos "definitivos".


Antes de avançar para aquilo que venho partilhar convosco, quero apenas deixar claro que não sou profissional na área, apenas uma consumidora de longa data. Além disso, aquilo que vou partilhar convosco é única e exclusivamente a minha experiência. Cada caso é um caso, cada corpo é único e, como tal, a vossa experiência pode ser bem diferente. Se estão interessadas (ou interessados) em investir neste procedimento, devem informar-se, devem pesquisar experiências; mas não devem esquecer-se que o nosso corpo reage de formas diferentes.
E dito isto, vamos lá.
A minha experiência neste tipo de depilação começou em 2013 com luz pulsada. Este é um método caro e deve ser ponderado antes de nos atirarmos a cabeça e foi isso mesmo que fiz. Pesquisei, vi locais na minha zona de residência e fiz contas à vida. Para mim, que fazia depilação a cera mensalmente, a longo prazo este era um bom investimento porque mais tarde iria reduzir os gastos com depilação a um valor muito baixo para o que gastaria se continuasse com o meu método antigo.

Porquê que escolhi luz pulsada? 1. Há relatos de que a dor é menor e eu tenho uma tolerância à dor terrível. Por isso, este foi um fator importante. 2. Na altura em que decidi fazer, na minha zona de residência não havia muita oferta segura.
Este segundo ponto é algo que devem ter realmente em consideração. Estas técnicas podem ter repercussões terríveis para a pele se não forem realizadas com cuidado. Tenham a certeza de que o profissional que o realiza sabe o que está a fazer e como atuar no pós depilação e caso algo não corra como desejado.

Depois de escolher o local, fizemos um teste sem compromisso. O que era este teste? Simples, era utilizar o aparelho numa pequena zona para ver como a minha pele reagia. Como reagiu bem, avancei. A minha pele é clara e o meu pelo é escuro e grosso. Tinha tudo para dar bem. E o facto é que logo na primeira sessão senti diferenças abismais


Os primeiros três meses, segundo o que me disseram, eram cruciais e eu fiz uma sessão por mês nesse tempo. Nas sessões era colocado um gel condutor (muito bom, porque era fresquinho e ajudava na dor), e depois a profissional utilizava um aparelho para fazer pequenos disparos de luz que ajudariam a eliminar o pêlo. Simples. E bastante chato, tenho a dizer. Demorava imenso. As primeiras sessões era 1h ou mais. E, para mim era uma tortura. Com o tempo, as sessões foram diminuindo para 30 minutos.
Relativamente à dor, esta vai variar conforme a vossa tolerância. Porém, aparentemente há locais que a maioria das pessoas se queixa, sendo estes os tornozelos e nas coxas próximo das virilhas. Outra coisa que a profissional me disse foi que a dor tinha tendência a diminuir conforme ia reduzindo o crescimento do pêlo. Para mim, a dor foi aumentando. Não sei porquê. Não me souberam explicar porquê. O facto é que quanto mais aumentavam as sessões, mais dor sentia.
Porém, a dor é suportável. Na minha experiência pessoal, é pior que depilação a cera, mas eu adormecia em depilação a cera.
No prazo de dois anos, o meu pêlo enfraqueceu imenso e nascia em muita pouca quantidade. Nunca deixei realmente de fazer depilação, mas em vez de fazer mensalmente, apenas fazia de 3 em 3 meses. No final desse tempo, já só fazia 3 vezes ao ano, o que para mim era positivo. Ainda assim, sentia que devia ter tido melhores resultados. Pelo menos, pelo que pesquisava, tinha essa sensação. E por isso é que vos digo que devem mesmo ter em consideração que o vosso corpo reage de formas diferentes e tem resultados diferentes.
Eventualmente decidi iniciar noutra zona do corpo e foi aí que percebi que talvez o meu corpo já não tivesse  reagir bem à luz pulsada. E porquê? Porque nessa zona não tive qualquer efeito!


Foi então que decidi mudar para depilação a laser no final do ano passado. Há vários tipos e o que eu experimentei foi o díodo. Não consigo explicar-vos a diferença entre os diferentes lasers, pelo que aconselho a consultarem um profissional especializado na área para o fazer.
Quando fui fazer a primeira sessão, fui um pouco de pé atrás. O meu maior medo era a dor. Porém, no meu caso, a dor era bem menor do que quando foi com luz pulsada. E aparentemente outras mulheres dizem o mesmo.
Outra coisa que também era diferente era na luz. Enquanto na luz pulsada era por vários disparos, ali o aparelho estava sempre sobre a pele, percorrendo-a (não vos consigo explicar melhor). Vantagem disto: as sessões eram bem mais rápidas, durando cerca de 15 minutos (eu faço o corpo todo em 30 minutos, só para terem uma ideia).
Diferente da luz pulsada, no laser a profissional aconselhou-me a fazer todos os meses durante os primeiros 5/6 meses. Notei resultados fantásticos logo na primeira sessão, mas ela disse para continuar a fazer certinho nos primeiros meses, para garantir bons resultados. E assim foi, comecei em Janeiro deste ano e fiz até Junho. Contudo, não fiz seguido em todas as zonas porque houveram locais que logo na primeira sessão o resultado foi tão bom que da segunda sessão ainda não tinha pêlo suficiente. Ainda hoje mantemos a politica de tentar fazer todos os meses, porém não é fácil e, se pensar bem, estou a fazer de dois em dois meses e começa a espaçar para três.
Quanto ao preço, mantém-se o facto de ser caro; mas comparativamente a 2013, há tanta oferta que consegue-se boas oportunidades. No meu caso, eu consegui um bom local onde fazem o corpo e quase que fica 10€ por sessão. O que é mesmo algo bom!

Se eu soubesse o que sei hoje, provavelmente teria investido logo em laser. Os resultados são bem melhores, os preços não diferem assim tanto e também a dor é melhor. Na minha opinião, o laser trás mais vantagens que o tornam mais apelativo. Porém, qualquer uma das opções é boa.
Infelizmente, nem toda a gente tem uma experiência positiva como eu tive. Estes são métodos com riscos, principalmente queimaduras da pele. É muito importante escolherem um bom local, com profissionais qualificados. Pode não fazer diferença, como pode fazer toda a diferença do mundo.

E pronto, penso que não há muito mais que vos possa dizer.
Ainda assim, se tiverem questões ou dúvidas e se eu vos conseguir ajudar, disponham ;)

Quem daqui já experimentou um destes tipos de depilação?
Qual foi a vossa experiência?

Beijinhos,
- C'

4 comentários

  1. Obrigada pelo post estava mesmo a querer algo assim.
    Eu já fiz com laser na Clinica do pêlo, vi logo resultados na primeira sessão, fiz 4 ou 5 sessões em cada zona e só agora passados uns 3 anos é que vou ter de fazer mais umas quantas (mas o pêlo é fraco e nem se compara como era antes). O senão é mesmo a dor... é muito intensa mas momentânea passa logo assim que a técnica termina o tratamento. Gostava de experimentar o díodo mas parece-me que é mais lento o efeito, tenho de ver. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      É um prazer ajudar :)
      Isso é fantástico! Também não me importava de ter esses resultados! Em breve, espero ;)
      Sim, de facto a dor é qualquer coisa...
      Não te consigo falar sobre a diferença entre os tipos de laser, mas se tens curiosidade, aconselho-te a informares-te com um especialista. :)
      Beijinho*

      Eliminar
  2. Estava mesmo a querer ler algo assim!
    Ando a ponderar no laser porque tenho muito pêlo mesmo e bastante escuro!
    Acho que nos dias de hoje ninguém se sente bem com o facto de ter muito pêlo, seja em que zona for por haver sempre comentários...

    Talvez seja desta que faça uma pesquisa aqui pela zona e tente fazer por um preço em conta :)

    AZUENTURE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Estamos mesmo na era dos "depenados" :P (vah, depilados!)
      Hoje em dia, ter pêlo até onde ele faz falta é motivo para comentários. Mas temos de ser superiores a eles ;)
      Segundo a minha experiência e de outras pessoas que conheço, aconselho-te a apostar no laser !
      Se decidires experimentar, depois diz-me como corre :)
      Beijinho*

      Eliminar

Todas as fotografias e textos apresentados no blog são da nossa autoria, exceto quando assinaldas as fontes. Como tal, é proibido o uso de qualquer material do blog sem a nossa autorização.

Não nos responsabilizamos por consequências ou prejuízos que possam acontecer pelo uso de qualquer produto ou sugestão recomendados por nós nos posts do blog. Porém, caso ocorra algum problema, estamos disponíveis para ajudar na procura de uma solução.

A nossa opinião é imparcial e sincera, não sendo influenciada pelo facto do produto ser comprado por nós ou associado a alguma parceria.